Marketing disruptivo: entenda como funciona essa estratégia

O marketing disruptivo é um conceito popularizado pelo professor Clay Christensen da Harvard Business School em seu livro The Innovator’s Dilemma, onde foi cunhado o termo inovação disruptiva e divulgou conteúdos sobre marketing disruptivo nos mercados digitais.

Ele define a inovação disruptiva como a inovação que cria novos mercados e valor, resolvendo problemas de maneiras que antes não eram possíveis.

O marketing disruptivo facilita grandes mudanças nos processos, produtos, serviços e inovações do modelo de negócios do mercado atual.

Portanto, essas mudanças podem ocorrer em qualquer empresa que possa oferecer soluções e alternativas diferentes das disponíveis no mercado.

Por exemplo, uma empresa de motoboy para entrega pode criar um novo processo de prospecção e relacionamento com o cliente que a diferencie das atividades tradicionais de marketing.

Mas afinal, o que é o Marketing Disruptivo?

Como mencionado anteriormente, o marketing disruptivo é uma abordagem estratégica usada para criar novos mercados ou interromper as funções tradicionais dos mercados existentes.

Como resultado, o marketing disruptivo é uma tática que tenta alterar a forma como as pessoas percebem produtos, serviços e marcas por meio de abordagens inovadoras e criativas.

O objetivo do marketing disruptivo é criar um produto novo, diferente e que chame a atenção do público. Isso é possível através de vários métodos, incluindo mídias sociais, comerciais de televisão, outdoors e outros formatos.

Para isso, é fundamental considerar onde está localizado o público-alvo da empresa e que está apto para consumir conteúdos inovadores.

Por exemplo, uma empresa que oferece serviços gerais terceirizados de forma B2B deve usar os canais com os quais os líderes da empresa interagem para consumir conteúdo em vez de vender.

No campo do marketing, a disrupção é empregada para descrever o processo de criação de uma nova oferta de serviço ou produto mais acessível e mais barata, além de oferecer um pacote, preço ou marca diferente.

Quando feito de forma profissional, desperta a curiosidade do público, o que aumenta a demanda até por produtos como rastreador via satélite para moto e serviços de diversos tipos, resultando em maiores lucros para as empresas que aplicam essa estratégia.

Como usar o marketing disruptivo nas empresas?

O marketing disruptivo é empregado para criar um novo mercado, derrubando o existente. É uma forma de marketing que prioriza o cliente sobre o produto.

Por exemplo, o mercado de etiqueta plástica adesiva é focado em empresas que distribuem produtos, mas também há negócios que utilizam para marcar segmentos, classificar áreas, entre outros usos.

Dessa forma, uma fabricante de peças automotivas pode, por exemplo, considerar o uso de marketing disruptivo para mudar a maneira como os produtos são catalogados e facilitar a organização do envio para as demais empresas que compram seus produtos.

Essa metodologia tenta fugir de qualquer regra ou norma convencional do mercado para criar novas práticas inovadoras dentro do mercado, isso criaria algo totalmente diferente das experiências cotidianas das pessoas.

Esse tipo de campanha é realizado principalmente por empresas menores, pois os orçamentos são menores, o que permite que essas empresas de menor porte alterem o funcionamento tradicional do mercado ao qual empresas maiores já estão acostumadas.

Por exemplo, ao embarcar na jornada de montar uma oficina de revisão automotiva completa, o empreendedor poderá desenvolver estratégias de comunicação, serviços e atrativos criativos que a concorrência ainda não explorou.

Com isso, ao trabalhar em inovação e criatividade, a curiosidade das pessoas será aguçada para conhecer o produto e se a conversão for bem-sucedida, outras empresas terão que se adaptar às novas exigências do mercado.

O objetivo do marketing disruptivo é criar uma conexão emocional diferenciada com os clientes, fazendo com que eles se sintam parte de algo maior e único no mercado.

O marketing disruptivo é um processo desafiador que envolve vários componentes. É difícil determinar por onde começar, o que fazer e como fazer. Para isso, é necessária uma abordagem tática, assertiva e consistente.

Para começar a usar essa estratégia, é necessário um volume significativo de estudos avançados na área de inteligência de mercado para entender as especificidades do segmento de nicho da empresa.

Isso permitirá que a estratégia de marketing disruptivo seja implementada de forma eficaz até mesmo em negócios do ramo de reforma de varandas e outros reparos decorativos, seja de residências ou empresas.

Então, existem algumas dicas de como aplicar o marketing disruptivo na estratégia de marketing digital de empresas de segmentos variados para obter resultados significativos em cada ramo de negócios. Essas dicas são:

  • Compreender o nicho que a empresa atua;
  • Divulgar bem as soluções oferecidas;
  • Proporcionar boas experiências;
  • Otimizar toda a jornada de compra;
  • Utilizar os gatilhos mentais corretos.

Vale ressaltar que todas as empresas podem se beneficiar do marketing disruptivo, mas poucas o fazem de fato com profissionalismo e prioridade.

Isso porque o impacto do marketing disruptivo é extremamente significativo e é uma ótima forma de multiplicar a performance da sua empresa.

Por exemplo, uma empresa que vende pelicula para janela pode alterar totalmente o comportamento dos consumidores e concorrentes se empregar o marketing disruptivo de forma eficaz.

No entanto, para ter alguma chance de sucesso, é necessário um esforço significativo para promover uma mudança significativa no comportamento dos clientes e usuários.

Pois depois de entender o mercado, o empreendedor precisa encontrar os melhores canais para divulgar a solução e mostrar como a empresa pode ajudar na função e como ela se diferencia nesse quesito. Existem várias ferramentas disponíveis para esse fim.

Por isso, é preciso que as empresas busquem formas de inovar tanto os serviços, produtos e ofertas, como também os meios de fazer um marketing adequado e único para proporcionar as melhores experiências para os consumidores.

As principais vantagens do marketing disruptivo

O marketing disruptivo incentiva abordagens comerciais que podem beneficiar qualquer empresa que invista em inovação e criatividade.

Por meio dela, é possível diferenciar-se da atuação de empresas tradicionais dentro de um determinado segmento de mercado. Mas além disso, existem alguns outros benefícios desta estratégia. Esses são:

Revolucionar a percepção de marca

Ao investir em marketing disruptivo, uma loja de decoração especializada em persiana horizontal para sala pode alterar a percepção da sua marca em parceiros, funcionários e público em geral.

Essa nova postura da empresa é diferente de outras empresas que estão vendendo algo online ou em lojas. Por meio desse método, os investidores podem participar da história do negócio e criar vantagens inquestionáveis ​​para a concorrência.

Uma narrativa convincente é necessária para transmitir o valor dos ativos aos clientes, isso agregará valor significativo à marca, assim como os produtos de grandes marcas de smartphones aumentam o valor.

Gera mais conexão com o público

Um dos aspectos mais significativos do marketing disruptivo é o papel do cliente na criação de mudanças e melhorias nos negócios.

Empresas disruptivas têm proposto soluções que aumentam a qualidade de vida de seus clientes. Essas soluções têm como efeito aumentar a comodidade e praticidade no dia a dia dos consumidores.

Assim fica mais fácil buscar informações sobre o que o público quer, pois ele mesmo diz o que quer da empresa e quais problemas precisam resolver.

Esse tipo de conexão pode ser desencadeada por meio das redes sociais para criar canais de conversas diretas com os clientes e proporcionar uma conexão genuína com o público-alvo, seja ele cliente ou não.

Criação única de ofertas

Mesmo que o produto ou serviço seja copiado por um concorrente, há vantagens para quem explora ideias disruptivas pela primeira vez. Isso significa ter o monopólio da inovação da empresa, mesmo que por tempo limitado.

Esse tipo de especialização pode ser aproveitado em campanhas de marketing, o que levará ao aumento da receita.

Como resultado, se as empresas aprenderem novas técnicas, mesmo que os concorrentes criem algo semelhante, o impacto será menor, o principal motivo para isso é um conceito inovador ou original.

Considerações finais

Com isso, ao investir em marketing disruptivo, existe o potencial de monopolizar o processo, produto ou serviço de forma a aumentar os lucros da empresa.

Mesmo por um período limitado, o poder de mercado monopolista pode ser um fator importante para o sucesso de uma empresa.

Essa exclusividade pode ser atrelada a uma estratégia de marketing digital para ampliar ainda mais o alcance e, assim, impulsionar as vendas.

Com isso, quando os concorrentes tentarem desestabilizar o mercado com técnicas inovadoras, terão que dedicar esforços. 

E é de conhecimento que os esforços são significativos para atingir os padrões de empresas inovadoras e criativas.

Dessa forma, o Marketing Disruptivo pode potencializar a jornada do cliente, participar de canais de comunicação significativos e aumentar exponencialmente o valor da marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Daniela Zambelli

Daniela Zambelli

Publicitária, especialista em gestão de marcas, com mais de 20 anos de experiência em marketing e comunicação. Diretora de Arte da DZign® desde 2011.

Gostou? Compartilhe!