Cookies: saiba tudo sobre eles e seus riscos

Os cookies são termos que cada vez mais aparecem ao se acessar um site ou um blog, tanto em um anúncio em formato de pop-up quanto no rodapé da página, fazendo com que muitos usuários realizem alguma ação, seja para aceitar ou recusar.

Sendo arquivos de texto que um site envia para o navegador que o usuário está usando, os dados sobre o perfil e comportamento dentro da página durante a navegação são registrados, e servem como um lembrete sobre as informações da visita.

Isso pode facilitar o próximo acesso e fazer com que a navegação dentro do site sobre aula de tênis infantil seja ainda mais aprimorada, chegando ao objetivo que a empresa deseja quando utiliza essa ferramenta.

Incorporados como uma estratégia do marketing digital por criar uma experiência de usuário com maiores relevâncias e ajudar no relacionamento entre consumidor e empresa, e também em crescimentos internos com as informações adquiridas.

Afinal, com os cookies, as chances de compreender desde o idioma que o usuário prefere como os anúncios que possuem maiores visitações e interações são grandes, o que ajuda na confecção de deixar o site cada vez melhor.

Caso um empreendimento deseja conquistar um espaço com a presença digital e maior estabilidade com a ajuda dos cookies, é fundamental compreender como eles funcionam para que as operações sejam satisfatórias.

Do mesmo modo que ao compreender os riscos ajuda a saber meios para evitá-los, tal como se está fazendo um projeto ar condicionado hospitalar e com os cuidados certos, empecilhos são evitados.

Conhecer as mudanças que existem dentro do mercado ajudam a empresa a saber o que elaborar para se preparar de uma forma mais estável, por isso quanto maior for o conhecimento de como o recurso pode ajudar ou atrapalhar, melhor será sua utilização.

O surgimento dos cookies

Com os avanços da internet e da tecnologia cada vez maiores, as formas de marketing foram se modificando com o tempo e assim, proporcionando que a empresa possa conquistar o que deseja com simples ferramentas e operações.

Os cookies foram inventados por Lou Montulli, em 1994, e o termo inicial era magic cookie ou biscoito da sorte, que continham uma mensagem embutida.

O objetivo principal da criação da tecnologia foi solucionar os problemas de memórias da web e, assim, poder segmentar de uma forma um pouco melhor quando os usuários visitavam as páginas, para não se tornarem desconhecidos.

Com isso, Lou Montulli desenvolveu mecanismos para que os sites tivessem uma lembrança dos usuários no momento que visitavam a página, até que aos poucos conforme programas e tecnologias foram sendo aprimoradas, se tornaram essenciais em:

  • Sites;
  • Landing pages;
  • Redes sociais;
  • Blogs.

Como parte da navegação da web em diferentes áreas, desde uma página sobre curso de aeromoça a distância até um supermercado online, os cookies acabam ajudando as empresas e, ainda, proporcionando melhores experiências.

E, conforme a compreensão do funcionamento vai sendo adquirida, as chances de usá-los de modo mais assertivo se tornam ainda maiores.

Como funcionam os cookies?

Os cookies já começam as suas operações quando há um primeiro acesso em um site, onde há o envio de uma mensagem para o dispositivo que está entrando, seja computador, tablet ou celular com as preferências de dados dos usuários.

Essa coleta de informações contribui para que em outro momento, em um segundo ou terceiro acesso, a página esteja mais personalizada de acordo com os gostos do usuário, algo importante para gerar um elo ou fortificá-lo.

O ato de arquivar as informações permite que mesmo que haja centenas, o espaço que irão ocupar é pequeno e em boa parte dos casos, pode possuir um prazo de validade para até quando ficarão arquivados, seja horas ou em alguns casos, anos.

O funcionamento dos cookies é por meio de um código exclusivo que associa os dados àqueles usuários, e dependendo da configuração que foi escolhida, existem diferentes modalidades de cookies que podem estar em operação.

Os cookies de sessão são aqueles que possuem um armazenamento apenas enquanto há uma navegação pelo site, ao contrário do formato de cookies persistentes que ainda ficam mesmo após a janela ter sido fechada.

Tal como uma portaria de condomínio fechado que armazena por um longo tempo as informações dos moradores, mesmo que não entram ou saem com uma grande frequência.

Outro ponto do funcionamento dos cookies é que grande parte dos navegadores permitem que o usuário tenha um controle sobre essa configuração, fazendo com que possa ter bloqueios ou deixar que todos os cookies sejam mostrados.

É fundamental que o funcionamento dos cookies tenha um anúncio para o usuário, para que o consentimento seja declarado para que, posteriormente, o empreendimento não tenha problemas com os dados que estão sendo coletados.

Tanto em rodapés quanto cabeçalho ou sobreposta nos conteúdos que estão sendo disponibilizados dentro da página mesmo que o acesso já não seja o primeiro.

Outro ponto do funcionamento é que os sites, tanto de serviços de recepção como de uma loja de roupas infantis, devem incluir a Política de Privacidade, documento do qual se explica com maiores detalhes sobre os dados pessoais e para que são usados.

A transparência é um ponto importante quando se trata de cookies e por isso, quanto mais a página for com os seus usuários, melhores podem ser o resultado de presença digital e aumento de reputação.

Quando se há a coleta de cookies, as informações mais relevantes da empresa ao serem mostradas aos usuários permitem que a conversão ocorra mais facilmente, e também, uma oferta seja melhor personalizada.

E com isso, se torna uma forma da empresa conhecer mais o seu público-alvo ideal bem como, o que está sendo relevante nas práticas que estão sendo exercidas, podendo até mesmo fazer alterações mais precisas para que outras também gere resultados.

A presença digital torna-se cada vez mais fundamental dentro do mercado, que por sua vez se torna mais concorrido, e por isso a compreensão de funcionamento de uma estratégia como o cookie ajuda na resolução de muitos itens da empresa.

Os riscos dos cookies

Se uma página que fabrica placa de homenagem de formatura, por exemplo, decide usar os cookies como parte do site, é crucial que se tenha uma compreensão dos riscos que essa tecnologia também pode oferecer.

Como se trata de armazenamento de dados, um dos pontos que mais oferecem riscos se a empresa não preparar a página adequadamente são invasões de hackers ou de outros softwares maliciosos.

Esse risco é algo que pode prejudicar a empresa porque o armazenamento dos usuários está relacionado com localizações, nomes e endereços de e-mail, as páginas que já foram acessadas e também o IP e senhas.

Por isso, a estruturação do site e a tecnologia que irá armazenar os dados devem conter proteções para que essas informações não sejam vazadas e gerem um prejuízo para a empresa, como também ao dono desses dados.

Entenda o conceito de cookies de terceiros

Devido à modernização da internet cada vez mais constante dentro do mercado, em algumas situações, os cookies que um site coleta de seus usuários fazem com que terceiros tenham acesso a eles.

Por exemplo, se uma empresa que fabrica material gráfico para escritório usa esse formato de cookies, outros negócios que são parceiros ou possuem uma relação com o empreendimento terão acesso ao que é coletado.

Isso pode trazer problemas ao empreendimento e especialmente, para os usuários, visto que essa terceirização acaba sendo caracterizada como um zumbi, do qual as informações também são observadas por estas páginas, o que leva muitos a recusar os cookies.

Dessa forma, é importante que a empresa tenha um sistema próprio e que seja de utilização única se o negócio pretende fazer com que os cookies façam parte do negócio porque, assim, transmite uma maior segurança para o usuário.

Considerações finais

Os cookies são uma tecnologia cada vez mais presente dentro dos sites ou de blogs, seja com mensagens em cima dos conteúdos ou, então, no topo ou rodapé das páginas.

Como uma forma de coleta de dados para que a experiência do usuário seja aprimorada, os cookies são um formato que quanto mais transparente a informação for para a sua utilização, melhor será para a empresa.

Isso porque a tecnologia em torno da coleta dos dados dos usuários podem oferecer informações para ajudar na experiência de visita, mas que, ainda assim, garanta que haja um segurança nas informações que forem coletadas.

Sendo em formato sessão ou de persistência, os cookies muitas vezes são vistos como uma tecnologia de riscos por armazenar dados como localização ou endereço de e-mail e IP, até mesmo páginas que foram acessadas e senhas.

Portanto, explicar de modo explícito para o usuário o que será feito com os cookies coletados nos sistema clubes, por exemplo, e sobre a Política de Privacidade oferece à empresa uma nova rotulagem que ajuda em sua reputação.

E, com isso, o empreendimento pode conquistar uma presença digital de uma forma estável e segura, não apenas para os usuários, como também ao próprio negócio. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Daniela Zambelli

Daniela Zambelli

Publicitária, especialista em gestão de marcas, com mais de 20 anos de experiência em marketing e comunicação. Diretora de Arte da DZign® desde 2011.

Gostou? Compartilhe!

SEO

O que é HTTPS?

O HTTPS é uma tecnologia importante que pode ajudar a proteger seus dados pessoais e melhorar a segurança e a confiança de seu site. Se